Aroma e sabor de Suíça 21 de julho de 2017

A história por trás dos chocolates mais famosos do mundo

Ok, é impossível falar na Suíça sem pensar em chocolate. E em meio ao Festival de Inverno das lojas Zaffari e Bourbon, que pode levar você aos Alpes Suíços, nada mais oportuno do que explorar um pouquinho mais aquelas terras e saber de onde vem os chocolates que conquistam o paladar e o coração de inúmeros consumidores.

Entenda a promoção Festival de Inverno

A terra do chocolate, além de receber esse título pelas fábricas pioneiras na produção da iguaria, também é a que mais consome chocolate no mundo. De acordo com um levantamento realizado pela Statista, os chocaholics suíços comem cerca de 9kg do doce por pessoa anualmente, seguidos pelos alemães, que consomem 8kg, e pelos irlandeses e os britânicos, que estão empatados no 3º lugar do ranking com um consumo médio anual de 7,5kg por pessoa. O Brasil não aparece na lista dos 20 maiores consumidores mundiais, uma vez que o consumo per capita dos brasileiros é de apenas 2,5kg por ano.

Em formato de barra ou bombom, no estado sólido ou líquido, para comer puro ou associado a outros ingredientes, os famosos chocolates suíços Milka, Lindt e Toblerone são irresistíveis.

Lindt +
Pioneiros no mundo da fabricação de chocolate, a família Lindt iniciou sua produção em Kilchberg, próximo à cidade de Zurique, por volta dos anos 1845, com Rodolphe Lindt. A marca foi responsável por revoluções no mercado de chocolates, transformando o que inicialmente era duro, difícil de processar e de comer, em uma das maravilhas da gastronomia mundial.

 

Milka +
Apesar de terem sido popularizados a partir da Alemanha, os chocolates Milka nasceram na cidade suíça de Neuchâtel pelas mãos de Philippe Suchard, em 1901. No mesmo ano, começaram a ser comercializados em território alemão, embalados no papel roxo e tendo como símbolo a vaca e as cadeias montanhosas. Isso porque o produto é produzido com leite alpino, ou seja, com o leite das vacas criadas na região dos Alpes Suíços. Hoje, a Milka tem fábricas de chocolate espalhadas por vários países, mas a única na América Latina encontra-se na Argentina.

 

Toblerone +
O chocolate suíço com mel, amêndoas e de formato triangular. Difícil esquecer o visual e também o sabor característico! Inventado na “Fabrique de Chocolat Berne, Tobler & Cie”, em 1908, o Toblerone ganhou esse nome devido a uma brincadeira entre os nomes Tobler (de um dos donos) e Torrone, a palavra italiana para doces de amêndoas e mel. Com quase 110 anos de existência, a marca continua investindo nos seus 4 tipos clássicos: ao leite, amargo, branco e com frutas e nozes.

 

Escolha o seu e concorra a 3 viagens para a Suíça!
Encontre a sua barra de chocolate suíço favorita nas lojas Zaffari e Bourbon, pague com Zaffari Card ou Bourbon Card, junte os cupons fiscais no valor de R$ 200,00 e troque por números da sorte até o dia 31 de julho de 2017!






Aroma e sabor de Suíça

21 de julho de 2017

A história por trás dos chocolates mais famosos do mundo

Ok, é impossível falar na Suíça sem pensar em chocolate. E em meio ao Festival de Inverno das lojas Zaffari e Bourbon, que pode levar você aos Alpes Suíços, nada mais oportuno do que explorar um pouquinho mais aquelas terras e saber de onde vem os chocolates que conquistam o paladar e o coração de inúmeros consumidores.

Entenda a promoção Festival de Inverno

A terra do chocolate, além de receber esse título pelas fábricas pioneiras na produção da iguaria, também é a que mais consome chocolate no mundo. De acordo com um levantamento realizado pela Statista, os chocaholics suíços comem cerca de 9kg do doce por pessoa anualmente, seguidos pelos alemães, que consomem 8kg, e pelos irlandeses e os britânicos, que estão empatados no 3º lugar do ranking com um consumo médio anual de 7,5kg por pessoa. O Brasil não aparece na lista dos 20 maiores consumidores mundiais, uma vez que o consumo per capita dos brasileiros é de apenas 2,5kg por ano.

Em formato de barra ou bombom, no estado sólido ou líquido, para comer puro ou associado a outros ingredientes, os famosos chocolates suíços Milka, Lindt e Toblerone são irresistíveis.

Lindt +
Pioneiros no mundo da fabricação de chocolate, a família Lindt iniciou sua produção em Kilchberg, próximo à cidade de Zurique, por volta dos anos 1845, com Rodolphe Lindt. A marca foi responsável por revoluções no mercado de chocolates, transformando o que inicialmente era duro, difícil de processar e de comer, em uma das maravilhas da gastronomia mundial.

 

Milka +
Apesar de terem sido popularizados a partir da Alemanha, os chocolates Milka nasceram na cidade suíça de Neuchâtel pelas mãos de Philippe Suchard, em 1901. No mesmo ano, começaram a ser comercializados em território alemão, embalados no papel roxo e tendo como símbolo a vaca e as cadeias montanhosas. Isso porque o produto é produzido com leite alpino, ou seja, com o leite das vacas criadas na região dos Alpes Suíços. Hoje, a Milka tem fábricas de chocolate espalhadas por vários países, mas a única na América Latina encontra-se na Argentina.

 

Toblerone +
O chocolate suíço com mel, amêndoas e de formato triangular. Difícil esquecer o visual e também o sabor característico! Inventado na “Fabrique de Chocolat Berne, Tobler & Cie”, em 1908, o Toblerone ganhou esse nome devido a uma brincadeira entre os nomes Tobler (de um dos donos) e Torrone, a palavra italiana para doces de amêndoas e mel. Com quase 110 anos de existência, a marca continua investindo nos seus 4 tipos clássicos: ao leite, amargo, branco e com frutas e nozes.

 

Escolha o seu e concorra a 3 viagens para a Suíça!
Encontre a sua barra de chocolate suíço favorita nas lojas Zaffari e Bourbon, pague com Zaffari Card ou Bourbon Card, junte os cupons fiscais no valor de R$ 200,00 e troque por números da sorte até o dia 31 de julho de 2017!


Topo
© Grupo Zaffari. Todos os Direitos Reservados | Política de Privacidade